terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Eu, e minha paixão misteriosa por Jujuba.

Dedicado a quem sabe a função da palavra jujuba...

Tudo começou com um Oi, talvez uma coisa realmente banal. Então quem diria que se transformaria no que é hoje?
E foi intermediário, ele perguntou: Você é Otome, haha eu sou Otaku!
Poxa, é incrível como milhares de assuntos podem brotar daí.
Então um dia: "Tem alguém que realmente quer te conhecer"
Depois desse alguém, ele sumiu..
Seria mais correto: " Você é Otome, haha eu sou Gamer"
Claro que não, então foi mais ou menos #partiu #jogar #forever
E daí, novamente, tudo começou com um Oi..
Mas dessa vez ia ser diferente.
"Olha! Ela respondeu!"
Começou daí?
Bom, pouco importa como começou, desde que não chegue a terminar.
Já foram um poema, uma música, uma coleção de frases, e agora um texto.
Meio enrolado é verdade, mas um texto.
Não que eu soubesse oque escrever, eu só tinha um objetivo, não muito específico.
Escreva alguma coisa relacionada com jujuba '-'
Obvio.
É inevitável, as melhores pessoas sempre são incompreendidas. Os outros não dão valor a elas, e elas acabam por não dar valor a si mesmas.
Poxa, com essa sociedade tão moderna ainda tem pessoas infelizes sofrendo bullying por ai.
Mas, quem disse que essas melhores pessoas não podem dar a volta por cima?
Punhos não vão manter a força pra sempre, não importa como serão exercitados.
Sabe quando dizem, que anabolizantes tem efeitos passageiros, força física é a mesma coisa, só que em um maior grau.
Agora a inteligência e o intelecto, esses são eternos, e acompanham desde o nascimento, até onde quer que você apareça depois da morte.
E não tem limites.
E outra coisa sem limites?
A imaginação.
Inexplicável.
Dotada de uma capacidade incrível, a criação.
Limitada apenas, pela matéria.
Mas por pouco tempo.
Sonhe com balinhas de hortelã, de cor azul, não rosa.
Um dia, eu vou ter essa sua capacidade criativa, essa capacidade de falar a palavra certa na hora certa.
E de criar as frases mais bonitas já vistas..
Bons Sonhos..

Nenhum comentário:

Postar um comentário